Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Esta aventura que é ser Mãe

Ser mãe de primeira viagem deu origem a este espaço dedicado à maternidade. Esta é a minha aventura num blogue.

Esta aventura que é ser Mãe

Ser mãe de primeira viagem deu origem a este espaço dedicado à maternidade. Esta é a minha aventura num blogue.

01
Jun19

Ser Criança

Querida Matilde,

hoje celebras o teu primeiro dia da criança e já tiveste direito a algumas prendinhas que levaste logo à boca 😁

Tu ainda não sabes a importância deste dia, mas quando já tiveres idade para conversarmos e compreenderes, vou explicar-te como é bom ser criança e não ter responsabilidades nem preocupações. Vou ensinar-te que a tua única função é brincares muito, descobrires coisas novas e diferentes e aproveitares cada dia para cresceres saudável e feliz.

Seres uma bebé/criança feliz é uma responsabilidade minha - e do papá - que levo muito a sério. Não quero que tenhas pressa de crescer e ser adulta, como eu tinha. As nossas infâncias vão ser muito diferentes e a tua vai ser especial, preenchida de momentos felizes e marcantes onde o amor e o carinho que temos por ti vão prevalecer todos os dias.

Tu ainda não sabes, apesar de te dizer todos os dias, mas eu amo-te muito e seres essa bebé tão sorridente é o melhor privilégio que eu já vivi até agora ❤

09
Mai19

Maio é um mês feliz #3

IMG_20190509_135250_059.jpg

08/05 💘 Chegámos ao teu 4°mês de vida e tu continuas a surpreender todos os dias. Contigo aprendemos que todos os momentos do teu lado são de constante novidade e descoberta. Estás cada vez mais curiosa e adoras observar tudo o que está à tua volta. És uma simpática, muito sorridente e és sempre muito elogiada pelos teus lindos olhos 😍 Pareces muito mais crescida do que realmente és e estás cheia de pressa de fazer tudo aquilo a que tens direito ❤

02
Mai19

Maio é um mês feliz #1

Estas últimas semanas têm sido cheias de novidades e pequenas mudanças, daí que o tempo para escrever seja pouco. 

 

Fomos passar uns dias à terra do R. e são uns belos 400km de distância de Lisboa até lá. Saímos bem cedo de casa e o regresso foi feito à noite - em ambos os horários para evitar o calor, mas isso não impediu a Matilde de nos presentear com uma bela sessão de choro das duas vezes. Com três meses e meio foi a primeira grande viagem de carro e, apesar do cansaço físico, não correu mal.

 

Muito cansaço, muito colo, muitas pessoas novas para a conhecerem, horários diferentes dos habituais, dificuldade em cumprir as rotinas... Foram dias muito cansativos para nós. Mas a família do R. ficou feliz por a conhecer e a miúda foi elogiada até mais não ❤

 

Entretanto, amanhã é dia da Matilde conhecer pessoalmente o vovô Zé ❤ Depois de quase 15 anos a viver noutro país, o meu pai decidiu regressar a Portugal quando soube que ia ser avô. Demorou um bocadinho a tratar de tudo, sobretudo por causa das aulas do meu irmão, mas amanhã de manhã vamos buscá-lo ao aeroporto e matar as saudades - desconfio que alguém vai deitar umas lágrimas 😁 O tio Alex a Matilde só vai conhecer em Julho. 

 

Agora vamos ali ao site da TAP seguir o rumo do avião para ver se amanhã chega aqui na hora marcada.

11
Abr19

Serviço Público #9

IMG_20190410_161514_433.jpg

Eu sei que, em comparação com muitos bebés de três meses, a Matilde não dorme mal. Durante o dia vai fazendo as suas sestas de duas horas e à noite já dorme umas cinco horas seguidas de cada vez. Mas a verdade, aquela que muitas vezes guardamos só para nós, é que por detrás destas boas horas de sono há uma mãe e um pai que precisam ajudar a Matilde a dormir sozinha.


Durante o dia a Matilde só dorme no colo. E eu não me importo, mas há alturas em que já me dói o rabo de estar sentada duas horas ou que fico aflitinha para ir à casa de banho 😅 Se a Matilde dorme na hora do almoço (aqui em casa é entre as 12h e as 13h), eu e o R. temos que almoçar à vez enquanto o outro está com ela no quarto, ao colo. Em silêncio, porque o descanso dela é sagrado, e a trocar SMS enquanto o outro almoça 😂

 

Isto são pequenos exemplos de situações que se repetem desde que ela nasceu e que está na altura de mudarmos. Eu sei que com o crescimento ela vai dormir menos e estar mais tempo acordada durante o dia, mas também sei a importância que é ela adormecer sozinha, sem colo, sem embalar para cá e para lá... Há dois dias comprei este livro e logo na primeira noite já alterei alguns aspectos relacionados com a rotina antes de irmos dormir. Por exemplo, a Matilde gosta muito de tomar banho, mas a parte do vestir já a irrita. Isso fazia com que muitas vezes ela fosse irritada para o quarto. Adormecia, mas ninguém quer adormecer um bebé irritado e choroso, com embalos para cá e para lá, porque leva-se o dobro do tempo e os braços e as costas já acusam. Eliminei o banho da rotina da noite - mas quando vier o tempo quente volto a experimentar, será muito mais fácil vesti-la 🙏

Outro aspecto importante foi passar a fazer as sestas sempre no quarto porque a tentação é ficar com ela no sofá a pôr as séries em dia enquanto dorme - ainda não cheguei à parte de a deitar no berço 😅

 

É um processo, mas tenho confiança que vamos conseguir atingir o objectivo a que nos propomos. É que aqui em casa o berço tem espinhos durante o dia 😂

03
Abr19

A escolha do pediatra

Com praticamente três meses, a Matilde é também seguida por um pediatra particular há pouco tempo. Desde que nasceu que vai levar as vacinas ao centro de saúde onde é observada pela enfermeira e pelo nosso médico de família. Somos sempre bem atendidas, tiram-nos todas as dúvidas - porque se há coisa que eu faço são perguntas, muitas perguntas - e saímos de lá satisfeitas. Tanto é que durante a gravidez não senti necessidade de ser seguida no privado.

 

No entanto quando somos pais, sobretudo pais de primeira viagem, colocamos a saúde e o bem estar dos nossos filhos num pedestal onde qualquer situação diferente, qualquer choro agudo é um Deus nos acuda! Por isso, e porque fizemos um seguro de saúde antes da Matilde nascer, decidimos também que era bom termos um médico especialista em bebés e com muita paciência para nos tirar todas as dúvidas e acalmar o coração quando necessário.

 

Optámos por uma clínica perto de casa que pertence ao grupo dos Lusíadas e marcámos uma consulta com o pediatra que tivesse disponibilidade mais cedo. O objectivo era conhecer a pessoa, ver se gostávamos e se surgia empatia. Não ficando satisfeitos, tentariamos novo médico. Tivemos a sorte de nos calhar o director do serviço de urgência pediátrica da clínica - que também dá consultas duas vezes por semana da parte da manhã - e foi uma espécie de amor à primeira vista.

 

Observou a Matilde, interagiu com ela, fez-nos perguntas e deixou que tirássemos as nossas dúvidas, foi atencioso e cuidadoso e muito profissional. Não sentimos necessidade de pedir número de telemóvel ou email. Confesso que nesse aspecto eu e o R. somos descontraídos e não aqueles pais que se alarmam à mínima coisa e automaticamente entram em contacto com o pediatra.

 

O nosso lema é tentar perceber primeiro o que se passa e se alguma coisa não estiver bem com a Matilde é pegar nela e ir às urgências. No entanto, ambos preferimos ir para uma clínica privada do que um hospital público. Numa clínica privada que tenha urgências pediátricas somos rapidamente atentidos e não há um aglomerado de bebés e crianças doentes todos no mesmo espaço como num hospital público. Pelo menos é esta a nossa realidade, urgências pediátricas de um hospital privado ainda não frequentámos. 

 

E como hoje foi dia de consulta, Dona Matilde está óptima e recomenda-se. 6,510kg e 62cm a 4 dias de fazer os três meses. Muito gordinha, felizmente, apesar de bolsar imenso e ter que ir sendo vigiada. Felizmente com o crescimento a tendência é para deixar de bolsar, espero eu, sobretudo quando iniciar aos seis meses a introdução alimentar. Até lá é ter paciência e andar de babetes atrás 😅

28
Mar19

Aceitar a maternidade

A Matilde está quase com 3 meses e isso significa que já comunica melhor e que eu a compreendo mais facilmente. Embora numa fase inicial fosse uma bebé dada ao choro e ao colo agora, nos momentos em que está acordada, já se entretém a brincar no ovinho ou no ginásio de actividades. O choro ainda surge de vez em quando, mas eu também já respondo mais rapidamente àquilo que ela precisa e já distingo os seus queixumes. Felizmente é uma bebé que mama e dorme muito bem e nesta fase já só acorda para mamar e mudar a fralda uma vez durante a noite. Continua uma simpática e muito sorridente, risonha e sempre a tentar falar naquela língua só dela. E depois é uma bebé bonita que recebe elogios onde quer que vá: é o cabelo clarinho, são os olhos azuis grandes e expressivos e o facto de parecer ter mais meses de vida.

 

Isto parece tudo muito bonito e fácil e simples, mas a minha realidade é que só agora estou a apreciar a maternidade. Só agora começo a gostar mais de estar 24h com uma bebé pequenina que encontra no choro a sua forma de se exprimir. Só agora consigo relaxar e desfrutar mais da Matilde e do facto de sermos mãe e filha. E não me interpretem mal porque eu amo a Matilde de paixão ainda ela estava dentro de mim. É um amor imenso e incondicional, mas é muito mais fácil ser uma mãe disponível mentalmente à medida que ela vai crescendo. E é por isso que estou desejosa que ela comece a brincar, a conseguir sentar-se e até a iniciar a introdução alimentar. Porque, para mim, é sinal de que vai crescendo, vai comunicando melhor e, sobretudo, começa a estar mais horas acordada durante o dia, já tendo - espero eu - um horário mais definido para as sestas.

20
Mar19

Sobre o (nosso) 1° dia do Pai

Fotor_155299055949519.jpg

Ontem o R. tirou o dia de folga e aproveitámos bem o seu primeiro ano a celebrar o dia do Pai. Houve direito a um íman para o frigorífico dedicado exclusivamente a ele e a Matilde ofereceu-lhe um livro muito simpático e fofinho para que eles comecem a ter momentos de leitura só deles. De tarde fomos fazer uma aula para bebés num dos ginásios Gymboree e gostámos imenso da interacção com a Matilde e com os outros pais. Só não nos vamos inscrever ainda no ginásio porque não temos rotinas definidas para ir com ela às aulas nos dias e horas estabelecidos. Decidimos aguardar mais uns meses em que a Matilde já esteja mais tempo acordada durante o dia e já tenha as sestas mais orientadas.

 

Foi um dia cansativo e bastante estimulante, mas observar o convívio de pai e filha e perceber o amor que os une faz todo o cansaço de cuidar de uma bebé 24h valer a pena.

Cool Mom

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Pesquisar

Redes Sociais

Instagram

Obrigada pela visita